Um molusco de forte personalidade, o polvo tem de ser cozido antes de ser cozinhado. Seja para fazer no forno, à lagareiro, para arroz de polvo, filetes ou salada, não há volta a dar: o polvo tem mesmo de ir à panela ou não conseguirá mastigá-lo. Mesmo depois de cozido, se não for usada uma boa técnica, corre o risco de ficar com uma textura um tanto parecida a borracha, pouco apreciada pela maioria das pessoas.

Assim, antes de avançar para aquela receita de polvo que tanto queria fazer, a primeira coisa a fazer é cozê-lo. E não basta pô-lo numa panela ao lume, como se faz com os legumes. Para que a carne do polvo fique tenra e macia como é pretendido, há uma dica infalível que lhe mostramos em video. O truque consiste em mergulhar aos poucos o polvo na água a ferver, para que os músculos cedam com a diferença de temperatura. Só assim conseguirá uma carne tenra e saborosa.

Prepare o braço para mergulhar o polvo, sem largar, duas ou três vezes na água. Só depois ele estará preparado para entrar definitivamente na panela, onde cozerá durante meia hora, ou até estar com a textura que pretende.

Aproveitar a água da cozedura

 

E já sabe, não deite fora a água de cozer o polvo. Seria um desperdício. Mesmo que faça filetes, pode fazer um arroz com essa água onde o polvo cozeu. Não se vai arrepender. Veja o nosso vídeo e aprenda a técnica de como cozer polvo.

Receitas com polvo


Saiba mais!
Siga algumas sugestões de receitas com polvo:

Polvo com legumes: Um excelente prato para os apreciadores de polvo. Acompanhe com batatas, nabos, cenouras e feijão-verde, para uma refeição completa.

Escabeche de polvo: Uma forma original de comer polvo. O escabeche, que originalmente era uma forma de conservar os alimentos, é hoje uma tendência gastronómica que vale a pena experimentar.

Tarte de polvo: Uma receita alternativa às típicas quiches ou tartes de legumes. É prática para levar na sua lancheira para o trabalho ou para um piquenique. Pode ser consumida quente ou fria.

 

Tags: