Pesquisa Pesquisa Área de Utilizador
Fechar pesquisa
Poupa MaisPoupa Mais

Prémio de Literatura Infantil

 Pingo Doce

Maria Leitão

Maria Leitão

Maria Leitão, 33 anos, venceu a categoria de texto da 6ª edição do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce. “O Protesto do Lobo Mau” é o título da obra eleita pelo júri, composto por Laurinda Alves, Leonor Riscado, Mário Cordeiro, Rosário Alçada Araújo e Sara Miranda.

Licenciada da área de letras, Maria Leitão, natural de Lisboa, inspirou-se no clássico conto do Capuchinho Vermelho para escrever a história vencedora. “Tantas vezes o meu filho me pediu que lhe contasse a história do Capuchinho e do Lobo Mau, que, para continuar a contá-la, foi preciso reinventar.
Assim, nasceu um lobo perdido na sua própria história, mas com o potencial (e vontade) de a fazer sua. Espero que essa ideia de liberdade e de possibilidade de reinvenção inspire os leitores”.

O gosto pela escrita é antigo, mas foi com a maternidade que surgiu o interesse pela literatura infantil. “Comecei a escrever espontaneamente para o meu filho e também para mim própria. A maternidade trouxe-me inspiração para escrever, redescobrir e criar”, sublinha Maria Leitão.

Rosário Alçada Araújo, em representação do júri, destaca que “o conto vencedor aborda de forma original e provocadora uma personagem clássica, interpelando o leitor de modo divertido sobre o facto de que estamos sempre a tempo de recriar a nossa própria história. Valorizámos particularmente o papel atribuído ao Outro na construção da identidade individual e a mensagem de que cada um pode – e deve – ser senhor do seu destino.”

Pedro Velho

Pedro Velho

Vencedor Ilustração - 6.ª Edição
Com formação em Teatro e uma pós graduação em Design Gráfico, Pedro Velho inspirou-se na própria história e no cruzamento de diversas técnicas para desenvolver as ilustrações vencedoras.
Saber mais

Todas as edições

Conheça os livros e os autores vencedores, das edições anteriores do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce.

Uma iniciativa de:

De momento não foi possível processar o seu pedido, por favor tente mais tarde

É tão bom
encontrar-nos assim.

Em qualquer lado.

Encontre-nos em: