Pingo Doce
Pesquisa Pesquisa Área de Utilizador
Poupa MaisPoupa Mais

Juliana, Dieta Mediterrânica à Portuguesa

Um estilo de vida saudável e equilibrado

O que é a Juliana?

Juliana é a nossa homenagem à Dieta Mediterrânica à portuguesa, aos saberes milenares, aos segredos na cozinha, às mãos que trabalham o campo e preparam refeições autênticas, temperadas com a nossa história e a nossa essência, para alimentarem o nosso futuro. Com a Juliana, queremos aproximar ainda mais os portugueses deste padrão alimentar saudável em que a mesa se torna um lugar melhor, mantendo viva uma herança gastronómica e cultural.

Dieta Mediterrânica

Saudável modo de vida

Classificada como Património Mundial e Imaterial da Humanidade pela UNESCO, a Dieta Mediterrânica é um dos padrões alimentares mais saudáveis do mundo. Mais do que uma dieta, é um modo de comer e de viver, típico da região do Mediterrâneo, em que se utilizam os produtos frescos, locais e de cada estação. Tem no azeite a sua gordura principal e privilegia o consumo de mais vegetais e de menos proteína animal, mais peixe e menos carne vermelha, mais ervas aromáticas e menos sal, tendo o convívio à volta da mesa como um traço cultural distintivo.

Cozinhe com os princípios
da Dieta Mediterrânica
Ver receitas
Pingo Doce

Porquê e como o Pingo Doce

apoia a Dieta Mediterrânica

Desde sempre que o Pingo Doce defende que todos têm o direito a uma alimentação equilibrada, assente em ingredientes frescos. A uma alimentação que faz bem, sabe bem e que é acessível, privilegiando o sabor e a qualidade. É por isso que somos defensores da Dieta Mediterrânica há mais de dez anos, enquanto padrão alimentar saudável, com grande parte das receitas da revista Sabe Bem a seguirem os princípios deste verdadeiro Património Mundial e Imaterial da Humanidade e da UNESCO.

Tomates

10 princípios da Dieta Mediterrânica

01

Frugalidade e cozinha simples que tem na sua base preparados que protegem os nutrientes, como as sopas, os cozidos, os ensopados e as caldeiradas

02

Elevado consumo de produtos vegetais em detrimento de alimentos de origem animal, nomeadamente de hortícolas, fruta, pão de qualidade e cereais pouco refinados, leguminosas secas e frescas, frutos secos e oleaginosas

03

Consumo de vegetais produzidos localmente, frescos e da época

04

Azeite como principal fonte de gordura

05

Consumo moderado de lacticínios

06

Utilização de ervas aromáticas para temperar em detrimento do sal

07

Consumo frequente de pescado e menor de carnes vermelhas

08

Consumo baixo a moderado de vinho e apenas nas refeições principais

09

Água como principal bebida ao longo do dia

10

A mesa como espaço de convívio

Juliana recomenda

Frescos nacionais e da época

Consumir vegetais e frutos produzidos localmente e da época é um dos princípios da Juliana, Dieta Mediterrânica à portuguesa. Saiba sempre como escolher os melhores frescos - nós ajudamos.

Ver todos os vídeos

Juliana da Semana

Todas as semanas, levamos até si a melhor fruta e legumes nacionais da época. Conheça as características dos ingredientes mais frescos e aprenda a escolher e a conservá-los.

Instagram Pêra
Couve lombarda

É quando o tempo arrefece que as couves estão bem suculentas e cheias de sabor.

Ver post
Instagram Pêra
Maçã Fuji de Alcobaça

Uma combinação perfeita entre a doçura e a acidez, aliadas a uma textura crocante e suculenta.

Ver post
Instagram Pêra
Tomate Coração de Boi

A exposição à luz e a grandes amplitudes térmicas tornam-o macio, doce e suculento.

Ver post
Instagram Pêra
Uva Red Golden

De polpa suculenta e sabor doce e frutado, é produzida em vinhas ao ar livre e apanhada à mão.

Ver post
Instagram Pêra
Maçã de Alcobaça

Macia, aromática e saborosa, é uma das maçãs mais vermelhas do mundo.

Ver post
Instagram Pêra
Pêra Rocha do Oeste

Macia, doce e sumarenta, é um dos produtos agrícolas nacionais mais exportados e apreciados.

Ver post
Instagram Pêra
Pimento

Com um sabor único, é um ingrediente versátil que pode ser utilizado cru ou cozinhado.

Ver post
Instagram Pêra
Meloa de Santa Maria

De polpa alaranjada, textura macia e muito sumarenta, com um aroma único e inconfundível.

Ver post
Instagram Pêra
Melancia

A alongada é doce, sumarenta e com a polpa macia. A redonda é mais crocante e com poucas sementes.

Ver post
Instagram Pêra
Melão Verde

Saboroso como poucos, cresce em terras alentejanas até atingir o ponto perfeito: firme, riscado e bem doce.

Ver post
Instagram Pêra
Nectarina

Versátil, pode ser usada em várias receitas. Bolos, gelados, compotas e sumos são apenas algumas ideias.

Ver post
Instagram Pêra
Pêssego vermelho

Carnudo e sumarento, é rico em vitamina C e com inúmeros benefícios para a saúde.

Ver post
Instagram Pêra
Alface

Colhida à mão ao nascer do sol, chega às nossas lojas em menos de 24h, ainda a cheirar a campo.

Ver post
Instagram Pêra
Morango

Crescem lentamente num clima ameno e com as condições ideais para preservar a sua doçura única.

Ver post
Instagram Pêra
Framboesa

Fonte de fibras e de ácido fólico, é um poderoso antioxidante, além de extremamente fresca e deliciosa.

Ver post
Instagram Pêra
Frutos do Bosque

É no Inverno que estes frutos se vão desenvolvendo para depois serem colhidos nos meses mais quentes.

Ver post
Instagram Pêra
Pepino

Além de pouco calórico, é um forte aliado na hidratação do organismo, constituído por 95% de água.

Ver post
Instagram Pêra
Batata de conservação

Apesar de ser consumida o ano inteiro, é em Maio que começa a sua colheita até meados de Agosto.

Ver post
Instagram Pêra
Cereja

Tão esperadas, é entre Maio e Junho que chegam às lojas, colhidas à mão na região do Fundão e Vila Flor.

Ver post
Instagram Pêra
Tomate redondo

Colhido, um a um, na zona Oeste e Póvoa de Varzim, é nos meses mais quentes que é mais aromático.

Ver post
Instagram Pêra
Banana da Madeira

Leva 12 a 14 meses a estar pronta e diferencia-se pelas suas marcações e riscos na casca.

Ver post
Instagram Pêra
Alho

O “rei” dos temperos caseiros é presença obrigatória para dar o sabor certo aos seus cozinhados.

Ver post
Instagram Pêra
Cebola Nova

É entre Abril e finais de Junho que, em portugal, decorre a época da cebola nova.

Ver post
Instagram Pêra
Curgete

Em sopas, salteados ou como substituto do esparguete, dá textura a pratos doces ou salgados.

Ver post

Receitas Juliana

Descubra as receitas Juliana, que promovem os benefícios da Dieta Mediterrânica à portuguesa, e siga um estilo de vida saudável e equilibrado, com refeições autênticas preparadas como manda a tradição.

Ver receitas
Receitas Juliana
Comer bem, com o melhor de cada época!
Comer bem, com o melhor de cada época!
“Quatro estações à mesa com o Pingo Doce” é o livro de receitas que o ajuda a comer de forma equilibrada o ano inteiro, com a fruta e os legumes nacionais e de cada estação.
Saber mais

Boas escolhas, com Juliana

Saiba como incluir a Dieta Mediterrânica à portuguesa no seu dia-a-dia e siga uma alimentação de qualidade, genuína, fresca, que faz e sabe bem.

A pirâmide da Dieta Mediterrânica

A pirâmide da Dieta Mediterrânica funciona como um bom guia para as escolhas alimentares e de estilos de vida saudáveis, na qual se privilegia o consumo de alimentos de diversos grupos, dando especial importância às proporções e à frequência de ingestão. A pirâmide da Dieta Mediterrânica ajuda a fazer as melhores escolhas e as nossas receitas, identificadas com a marca Juliana, vão inspirá-lo a concretizá-las.

Saber mais

Uma dieta amiga do ambiente

A promoção e a adesão à Dieta Mediterrânica podem dar um importante contributo para solucionar problemas muito relevantes, como é o caso do desperdício alimentar e da sustentabilidade dos ecossistemas ambientais.

Saber mais

A arte de proteger os nutrientes

Conheça algumas das técnicas de confecção mais utilizadas na cozinha portuguesa que, além de darem aos alimentos texturas ricas, preservam os nutrientes essenciais para a nossa saúde.

Cuide da sua saúde, reduzindo o sal

Integradas nos princípios da Dieta Mediterrânica à portuguesa, as ervas aromáticas são óptimas alternativas para substituir o sal em inúmeros pratos, adicionando-lhes aromas e cores. Conheça diferentes formas de reduzir o consumo de sal e cuidar da sua saúde.

A importância da hidratação

A água, enquanto alimento, é essencial à vida e deve estar sempre presente. Por isso, é recomendada pela Juliana como a principal bebida a ser ingerida ao longo do dia, para garantir a correcta hidratação do organismo.

Uma semana com Juliana, Dieta Mediterrânica à portuguesa

Inclua a Dieta Mediterrânica à portuguesa nas suas refeições do dia-a-dia com este menu que preparámos para si. Do prato principal à sobremesa, criámos um conjunto de combinações de receitas para uma semana inteira. Experimente e delicie-se.

Um guia para usar menos sal, sem perder pitada do sabor

As ervas aromáticas são um ingrediente essencial na Dieta Mediterrânica. Além de realçarem o sabor dos alimentos, dão aroma e cor aos pratos, tendo um papel muito importante na redução do teor de sal nas receitas. Conheça os diferentes tipos de ervas, bem como os alimentos que melhor combinam com cada uma, aprendendo a utilizá-las no dia-a-dia.

Saber mais

Tudo começa com
uma sopa

Somos, orgulhosamente, um dos países que mais consome sopa no mundo. Faz parte da nossa identidade e, no Pingo Doce, honramos essa tradição. As nossas sopas são feitas com os ingredientes mais frescos, sem recurso a corantes, nem conservantes, e privilegiando o azeite e receitas ao gosto português. Prontas a saborear, para que possam estar sempre presentes na sua mesa, com toda a qualidade.

Sopa

Sopa juliana

Esta é uma sopa rica em legumes, e que “dá” nome à gama de sabores mediterrânicos do Pingo Doce. Com couve lombarda, é rica em ácido fólico, que contribui para a redução do cansaço e da fadiga, bem como em vitaminas A e C, que, respectivamente, contribuem para o normal funcionamento da visão e do sistema imunitário.

Ver mais
Ver menos
Sopa

Sopa de agrião

O agrião é um dos vegetais que há mais tempo consumimos. De sabor intenso e com vários benefícios para a saúde, é uma excelente fonte de ferro e vitamina C, sendo um óptimo antixodiante, aliado no combate a algumas doenças como a anemia, por exemplo. Contém ainda vitamina K, que contribui para a normal coagulação do sangue e vitamina A. Mais um excelente motivo para começar uma refeição com esta deliciosa sopa.

Ver mais
Ver menos
Sopa

Creme de peixe com coentros

A Dieta Mediterrânica integra uma diversidade incrível de sopas: muitas servem como entradas e outras enriquecidas com outros ingredientes, nomeadamente, fontes proteicas, que podem elevar as sopas a pratos principais. É o caso desta sopa enriquecida com pescada, um peixe magro, fonte de proteína animal. Os coentros conferem-lhe um sabor especial, e tão ao gosto português.

Ver mais
Ver menos
Sopa

Sopa camponesa

É uma receita tradicional portuguesa que, pela riqueza dos seus ingredientes, pode “valer uma refeição”. Com uma grande variedade de hortícolas, tais como couve lombarda e couve portuguesa, que contêm vitamina C e ácido fólico, que desempenham funções importantes na manutenção do sistema imunitário, na redução do cansaço e da fadiga. A receita integra ainda feijão, uma leguminosa que é um dos ex-libris da Dieta Mediterrânica, fonte de proteína vegetal, com alto teor em fibra e diversos nutrientes importantes como vitaminas do complexo B, nomeadamente B1 e B9 (ácido fólico). Bom proveito!

Ver mais
Ver menos
Sopa

Caldo verde

Não há sopa mais tradicional portuguesa que o caldo verde, símbolo dos festejos dos Santos Populares e delicioso o ano inteiro. O nosso caldo verde é feito com couve galega, que, além de deliciosa, contém vitamina C, que permite uma melhor absorção do ferro, e ácido fólico, que contribui para o normal funcionamento do sistema imunitário. Uma óptima companhia também em dias de Inverno.

Ver mais
Ver menos
Sopa

Sopa juliana sem batata

Mais light do que a sua congénere com batata, esta versão da sopa juliana contém todos os benefícios da receita tradicional.

Ver mais
Ver menos

Juliana: A série

Saberes e sabores
ancestrais

Com o propósito de ajudar a preservar um património em risco de se perder, “Juliana – A Série” mostra como oito mulheres portuguesas, em oito regiões – de Norte a Sul do país, passando pelas Ilhas –, unem os seus à volta de um prato de sopa. Cada uma destas mulheres é protagonista de um episódio. Cada uma guarda a essência do que são os saberes e sabores da Dieta Mediterrânica.

Juliana: A Série

  • A Juliana: A série

    Trailer

  • Hermínia (Trás-os-Montes)

    Episódio 1 – Trailer

  • Amélia (Minho)

    Episódio 2 – Trailer

  • Maria Laura (Litoral)

    Episódio 3 – Trailer

  • Céu (Serra da Estrela)

    Episódio 4 – Trailer

  • Eugénia (Madeira)

    Episódio 5 – Trailer

  • Helena (Açores)

    Episódio 6 – Trailer

  • Adelina (Alentejo)

    Episódio 7 – Trailer

  • Maria do Rosário (Algarve)

    Episódio 8 – Trailer

Exposição fotográfica Juliana

Guardiãs de tradições: mulheres que mantêm viva a Dieta Mediterrânica

Veja a exposição fotográfica de Luís Mileu e descubra a nossa homenagem às mulheres que guardam os segredos das receitas que fazem parte da nossa memória colectiva.

Saber mais
De momento não foi possível processar o seu pedido, por favor tente mais tarde