O fruto seco da nogueira anuncia o Outono e é especialmente apreciado nos meses que antecedem e se seguem ao Natal, ainda que, hoje em dia, esteja disponível todo o ano.

A origem da noz é asiática mas foram os romanos – que a consideravam um alimento dos deuses – os responsáveis pelo seu cultivo na Europa. Os gregos chamavam-lhe “kara”, que significa cabeça, por ser muito parecida com o cérebro humano.

Propriedades

O seu elevado teor de gordura faz da noz um fruto muito calórico, sendo, por isso, recomendado um consumo diário moderado. Contudo, são diversos os benefícios da sua ingestão, dada a prevalência de gorduras mono e polinsaturadas, promotoras de níveis normais de colesterol no sangue.

Fonte de potássio, ferro, zinco, rica em magnésio, vitamina B1, vitamina B6, biotina, ácido pantoténico e ácido fólico, e excelente fonte de fósforo, a noz pode contribuir para diversas funções fisiológicas, como o normal funcionamento do sistema nervoso, da função psicológica, do sistema imunitário, da função cognitiva e ainda para a redução do cansaço e fadiga e a manutenção de ossos, cabelos, unhas, pele e visão normais.

Como conservar

Com casca as nozes conservam-se bem até um ano, se estiverem guardadas num sítio fresco e seco e protegidas da humidade. Já as descascadas, devem ficar longe da luz e em sacos de vácuo ou frascos hermeticamente fechados.

Noz

Se as colocar no frigorífico aguentam bem alguns meses. Congelá-las, com casca ou sem, é outra opção possível se pretende guardá-las mais tempo

Dica: Se quer que as nozes saiam inteiras, e muito facilmente, basta congelá-las de antemão. Desta forma, uma simples pancada fará com que a casca se abra, revelando o miolo.

Na cozinha

Cruas ou torradas, as nozes são um snack saciante e nutritivo. Picadas dão um toque crocante e saboroso a tartes, saladas, iogurtes e sobremesas.

Experimente polvilhá-las nestes dióspiros com nozes. Podem ser misturadas com sucesso na massa de pães e bolos, como este bolo de chocolate e noz ou este bolo de noz e chá. A combinação com chocolate é simplesmente infalível. Experimente-a nesta mousse de chocolate com noz.

Também a pode usar em pratos salgados, como pratos de arroz ou massa, como se mostra nesta receita de farfalle com alho francês e noz.

“Da noz o figo é bom amigo”, diz o ditado popular e podemos comprová-lo provando doce de figo com nozes ou apreciando os figos secos recheados com nozes, tão típicos do Natal. Outra combinação perfeita é a do queijo Brie ou Camembert com mel e nozes. Leve o queijo ao microondas ou ao forno dois minutos (ou o suficiente para começar a derreter), polvilhe com nozes e mel e fica perfeito para servir com tostas.

Tags: