Imagine a situação: esteve o dia todo na cozinha a assar no forno o melhor peru que alguma vez fez. Não poderia estar mais orgulhoso. A pele está corada e estaladiça, o recheio, saborosíssimo. Os cheiros que enchem a casa fazem crescer água na boca e os seus convidados mal podem esperar pela refeição. A mesa está decorada, só falta mesmo o peru na mesa. E eis que o ele chega – lindo, enorme e a fumegar. Alguém se oferece para o abrir e é quando a carnificina acontece: pedaços de peito de peru arrancados à força, pernas mal separadas da coxa… pobres facas a escavar nos ossos do peru. Trinchar é uma arte que precisa de aperfeiçoamento, seja em relação a um peru, a um frango ou a um pato. Quem sabe trinchar uma ave, sabe trinchar todas.

Dicas para trinchar um peru

A primeira coisa a fazer é estudar a ave e perceber onde ficam as junções dos ossos. Desta forma, é mais fácil não desfazer a carne. Depois terá de arranjar uma boa faca, para que os cortes sejam precisos e fáceis. Não há razão para que fique cansado, afinal, trata-se apenas de cortar comida e não serrar troncos de madeira.

Não tente trinchar o peru sentado à mesa. Lamentamos, mas terá de ficar em pé. O peru é uma ave bastante volumosa e requer liberdade de movimentos. Além disso, ficará muito mais confortável e evitará ter de elevar os braços.

Corte primeiro as pernas e as coxas. Deve começar por separá-las da carcaça para que depois seja mais fácil continuar a trinchar o peru. Depois, passe para o peito e em seguida para as asas. Fatie o peito do peru para obter um aspecto mais cuidado e para ser mais fácil na hora de servir.

Siga o passo a passo do nosso vídeo para perceber melhor como trinchar um peru já assado.

Veja também o nosso vídeo de receita de perna de peru assada ou siga a receita de crocantes de peru.