Para conseguir o bife perfeito é preciso ter em conta três aspectos fundamentais quanto à carne: a qualidade, os cortes e os pontos. Basta seguir as nossas dicas e acredite que todos vão querer saber como conseguiu preparar um bife com tanta categoria.

A qualidade da carne

Invista numa carne de qualidade. Opte pela carne Angus Nacional Pingo Doce, de produção 100% nacional, muito tenra e saborosa, considerada uma das melhores carnes do mundo.

Os cortes ideais

O gosto varia de pessoa para pessoa, mas os melhores cortes para a grelha ou frigideira são geralmente:
Lombo: de espessura intermédia, esta carne é muito tenra e de primeira categoria. É o bife perfeito para selar em lume forte
Bife do redondo: inclui a alcatra, a rabadilha e o pojadouro. São bifes de espessura intermédia
Acém redondo: com alguma gordura intramuscular, é considerado o corte mais premium do Angus. É ideal para grelhados
Escalopes e bife da páfinos e saborosos, são rápidos e perfeitos para fazer na frigideira. Ideais para acompanhar com molhos

Os pontos da carne

O terceiro aspecto essencial na hora de levar o bife à grelha refere-se aos pontos da carne. Mais uma vez, a escolha de qual o ponto ideal varia de pessoa para pessoa, de gosto para gosto, mas damos-lhe a conhecer os pontos da carne para poder escolher o que se aproxima mais do seu gosto.

Os pontos da carne

Bastam uns minutos a mais para que a carne passe o ponto desejado. Tenha um relógio por perto, confirme os tempos e escolha o “seu ponto”

 

1. Selada
Os pontos da carne
Tempo na grelha: 1 minuto (30 segundos de cada lado)
Resultado: levemente cozida na superfície e crua no interior

2. Mal passada
Os pontos da carne
Tempo na grelha: 2 minutos (1 minuto de cada lado)
Resultado: a carne ganha uma crosta acastanhada e o interior continua vermelho vivo

3. Ao ponto
Os pontos da carne
Tempo na grelha: 4 minutos (2 minutos de cada lado)
Resultado: a superfície fica uniforme e caramelizada e no centro permanece um tom rosado

4. Ao ponto para bem
Os pontos da carne
Tempo na grelha: 5 minutos (2 minutos e meio de cada lado)
Resultado: exterior já bastante cozinhado; o tom rosado no centro é reduzido

5. Bem passado
Os pontos da carne
Tempo na grelha: 7 minutos (3 minutos e meio de cada lado)
Resultado: carne cozida de forma uniforme num tom escuro; grande parte dos sucos da carne perderam-se

(As durações recomendadas aplicam-se a bifes com cerca de dois a três centímetros de altura)

Dicas para cozinhar bifes

• Retire a carne do frigorífico e coloque-a à temperatura ambiente, entre 20 a 60 minutos, antes de ser cozinhada. Evite tirar a carne do frigorífico e cozinhar de imediato, já que os choques térmicos danificam as musculaturas internas da carne e conferem-lhe uma textura mais rija
• Coloque a frigideira ao lume, deixe a superfície ficar bem quente, passe a carne por azeite e tempere com sal
• Coloque a carne ao lume e deixe caramelizar de ambos os lados, de modo a criar uma crosta homogénea, em contraste com um interior húmido e suculento
• Evite virar a carne com um garfo. Utilize antes uma pinça, de modo a não furar a carne e poder preservar os seus sucos
• Não a vire mais de duas vezes, deixe o calor actuar e fazer o seu trabalho
• Antes de empratar, deixe a carne repousar cinco minutos. Os sucos concentrados no interior devem retornar à superfície, ao mesmo tempo que as fibras musculares relaxam. O resultado é um bife tenro e muito suculento
• Acompanhe com batata doce assada, batatas assadas com queijo ou risotto de cogumelos.

Sabores adicionais

Alho: corte o alho e esfregue-o em ambos os lados da carne enquanto cozinha o bife
Manteiga: adicione uma noz de manteiga e deixe derreter. A manteiga vai fundir-se com os sucos da carne. Ao empratar verta o molho por cima do bife
Tomilho fresco: coloque directamente na frigideira ou sacuda levemente em cima da carne antes de retirar do lume
Molhos: devem ser adicionados no momento de servir o bife. Sugestões: maionese, pesto, barbecue, mostarda ou molho teriyaki

Tags: