Antes de começar a plantar

O primeiro trabalho é escolher as espécies que mais utiliza nos seus temperos. A partir dessa selecção, plante/semeie em vasos ou floreiras, de preferência num lugar que apanhe sol. Certifique-se de que o tamanho dos recipientes é apropriado ao tipo e dimensão da planta. Quanto à terra, pode utilizar as embalagens à venda nas lojas, mas não se esqueça de a misturar sempre com uma parte igual de terra normal, areia ou argila, para tornar o solo mais solto e permeável. Respeite as épocas de sementeira/plantação indicadas nos produtos e já está a meio caminho para o sucesso.

Um jardim inteiro na cozinha

Se optar pelo conceito “tudo à mão”, ou seja uma grande variedade de plantas, então um jardim envasado é a melhor solução. Aqui, a matemática não é linear: cada vaso pode abrigar diferentes espécies, até porque há algumas que quando são plantadas em conjunto florescem mais rapidamente e funcionam como barreira a pragas e insectos. Salsa e cebolinho ou tomilho e alecrim são exemplos de boa convivência.

Como plantar ervas aromáticas

Nada mais simples: basta espalhar as sementes no solo ou transplantar as ervas e ir regando, de preferência com um borrifador. Decorridas poucas semanas, começará a ver o resultado. Se pegarem à primeira, as colheitas sucedem-se e terá sempre ervas frescas prontas a utilizar. Daqui para a frente, necessitará apenas de regas regulares, sobretudo nos dias mais quentes.

Cuidado com a água em excesso

Mantenha o composto da erva húmido, mas não excessivamente. Sabia que a rega em excesso é um dos principais motivos de morte das plantas? Regue muitas vezes, mas com pouca água, e sempre a partir da base, deixando a planta absorvê-la completamente. Volte a regar apenas quando a planta necessitar, o que poderá constatar pelo estado de humidade ou secura da terra. No Inverno precisará de regar menos, enquanto no Verão as necessidades de água aumentam. Depois da segunda semana, junte adubo líquido à água – esse é o segredo para manter a sua planta saudável e prolongar-lhe a vida.

Transplantar para um vaso maior

Caso tenha um jardim, pode transplantar as ervas em vaso para a terra mas apenas durante os meses mais quentes, onde continuarão a crescer saudáveis. Se não tiver jardim, deve transplantar para um vaso maior à medida que as plantas crescerem, para que tenham espaço para se espalharem.

Dica para aumentar o sabor

Fique ainda a saber que é antes de florescerem que as ervas aromáticas têm melhor sabor e também que, se cortar as plantas em intervalos regulares, vai estimular o crescimento da planta. A hora ideal para a colheita é a meio da manhã, uma vez que ao final do dia, sobretudo em épocas quentes, tendem a murchar devido ao sol. Depois, é só lavá-las em água fria e prepará-las a seu gosto.