Ingredientes

1 pepino grande
2 chávenas de água
1 chávena de vinho branco
2 c. sopa de açúcar
1 c. sopa de sal
qb pimenta (opcional)

Passo-a-passo

Como fazer pickles de pepino

1. Comece por cortar as extremidades do pepino, de um lado e do outro

Como fazer pickles de pepino

2. Depois corte o pepino ao meio e corte novamente ao meio mas na vertical

Como fazer pickles de pepino

3. Retire as sementes e corte às tiras

Como fazer pickles de pepino

4. Introduza as tiras de pepino num frasco devidamente esterilizado

Como fazer pickles de pepino

5. Coloque ao lume uma panela com a água, o vinho, o açúcar e o sal. Mexa e deixe ferver até o açúcar dissolver por completo

Como fazer pickles de pepino

6. Deite imediatamente o líquido por cima dos vegetais

Como fazer pickles caseiros

7. Tempere com a pimenta. Feche o frasco e quando estiver frio, guarde no frigorífico durante duas a três semanas


Os pickles são uma forma de conservação de alimentos usada há milhares de anos. Não há certeza quanto à data em que começaram a aparecer mas o certo é que há referência a este método na Bíblia e nas obras de William Shakespeare. Diz-se, inclusive, que um dos segredos de beleza de Cleópatra para se manter bela era comer pickles.

A arte de fazer pickles era tradição em países muito frios, onde no Inverno não havia forma de plantar nada devido às temperaturas negativas, sendo os vegetais transformados em pickles, para que durante os longos meses de frio, a alimentação pudesse permanecer equilibrada. E, se na altura era uma necessidade, uma forma de preservar alimentos durante muito mais tempo, hoje é uma espécie de delicatessen, apreciada por muitos que gostam de sabores mais fortes a completar as suas receitas, pratos ou até sanduíches.

Como funciona?

Fazer pickles consiste em guardar vegetais ou frutas frescas num líquido ácido ou numa espécie de caldo salgado, até já não estarem crus ou passíveis de se estragar. Graças a um processo químico natural, torna-se impossível a reprodução de bactérias nos pickles.
No século XIX, um americano de Filadélfia chamado John Mason criou um frasco de vidro muito grosso, capaz de suportar altas temperaturas, com uma tampa de rosca, o que tornou a manufactura dos pickles muito mais fácil. A partir daí a preservação melhorou, bem como o tempo de vida dos pickles. Estes frascos ficaram conhecidos, até hoje, como Mason jar.

Variedades de pickles

Hoje em dia, os pickles vão além da couve-flor e da cenoura em cima do pica pau ou dos pequenos pepinos (cournichons) crocantes. Pode fazer-se pickles de uma grande variedade de vegetais e até de frutas, como tomate, cebola, feijão-verde, rábano ou rabanete, pimento, ameixa… não há limite para a imaginação. No Médio Oriente os pickles são servidos em quase todas as refeições e são feitos com vários produtos, desde azeitonas a limões.